• Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo - 117 Anos

Nossa História

A História da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo

Em rápidos tópicos, apresentamos nossa história, a história da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo, uma Igreja Cristã, Reformada, parte integrante da Igreja Presbiteriana do Brasil.
Caso deseje mais informações e detalhes, você poderá obtê-los no livro “Na esteira dos passos de Deus”, do Rev. Odayr Olivetti, lançado por ocasião do nosso Centenário. Entre em contato conosco se quiser adquiri-lo.

- 12/08/1859: Chegada do missionário presbiteriano norte-americano, Rev. Ashbel Green Simonton, ao porto do Rio de Janeiro. Esta é considerada a data de início do Presbiterianismo Nacional.

- 12/01/1862: O Rev. Simonton organiza a primeira Igreja Presbiteriana (Rio de Janeiro) e, com ela, funda a Igreja Presbiteriana do Brasil. 

- 05/03/1865: Fundação da 1ª Igreja Presbiteriana de São Paulo, à Rua Nova de São João, nº1, atual Rua Líbero de Badaró, pelo Rev.Alexander L. Blackford.

- 10/1870: Na casa do casal de missionários presbiterianos Mary Annesley e Rev.GeorgeWhitehill Chamberlain funcionava uma escola, tendo como foco a educação secular e religiosa. Surgiria,daí, o Instituto Presbiteriano Mackenzie. 

- 18/10/1893: Com a fusão das Congregações da Luz e da Liberdade, é organizada, pelos Revs. William Alfred Waddell e F.J.Perkins, a Segunda Igreja Presbiteriana de São Paulo, com cinco membros, na então Rua São João, esquina com a Rua Ipiranga, com fundos para a Rua Vinte e Quatro de Maio.

- 22/10/1899: No andar térreo da casa de Gaspar Schlittler, à Alameda dos Bambus, nº 4, é organizada, pelo Rev. Waddell, a Igreja Presbiteriana Filadélfia, com vinte e quatro membros.

- 26/08/1900: Fundem-se a Segunda Igreja Presbiteriana de São Paulo e a Filadélfia, representadas por seus pastores,respectivamente,Revs. Modesto Perestrello de Barros Carvalhosa e José Zacharias de Miranda e Silva, surgindo a Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo. O pregador da solene cerimôniafoi o Rev.Zacharias,cuja conclusão foi celebrizada pela frase: “O que Deus ajuntou, não o separe o homem!”.
A nova Igreja tinha cento e dezesseis membros.

- 14/10/1900: Nasce a primeira filha, a Igreja Presbiteriana de Juquiá.

- 06/1902: Nasce a segunda filha, a chamada Igreja Italiana, a Igreja Presbiteriana do Brás.

- 11/01/1903: Mais uma filha, a Igreja Presbiteriana de Atibaia.

- 1905: A Sociedade Auxiliadora de Senhoras contribuiu, por meio de campanhas, com quase a totalidade do custo do terreno para a construção do atual templo. Dos sete contos, cento e dois mil, duzentos e oitenta réis (7:102$280) do valor, foram entregues à tesouraria seis contos, trezentos e cinquenta e um mil e seiscentos e cinquenta réis (6:351$650), quase 90% do valor total! A Igreja já contava com mais de duzentos e sessenta membros.

- 08/1913: Organizado o coral, pelo Rev. Mattathias Gomes dos Santos, Pastor da Igreja.

- 04 e 06/1918: A Igreja passa a colaborar com os trabalhos da Lapa e da Casa Verde. 

- 1º/05/1920: Início das obras de construção do atual templo, tendo como líder e empreendedor o Rev. Mattathias Gomes dos Santos.

- 07/09/1922: Consagração do Templo a Deus, totalmente construído e mobiliado, livre de quaisquer dívidas. Neste mesmo ano, a cidade de São Caetano passa a fazer parte de nosso campo missionário.

- Década de 30: A Igreja adquire o órgão eletrônico Hammond, que até hoje nos auxilia no louvor a Deus.

- 1932: Conclusão da construção do chamado Casarão, o edifício de educação religiosa, nos fundos. A partir daí, várias igrejas filhas, netas e bisnetas da Igreja foram sendo organizadas.  

- 22/08/1943: Durante o pastorado dos Revs. Miguel Rizzo Jr., Mário de Cerqueira Leite Jr. e José Borges dos Santos Jr., a Igreja recebe por profissão de fé, naquele domingo, cento e trinta novos membros.

- 26/08/1967: Lançada a pedra fundamental do novo edifício de educação religiosa, ao lado do Templo, interligado ao Casarão.

- 10/1979: A Igreja recebe por doação um piano de calda, marca Steinway& Sons, que ainda hoje é usado em nosso Templo.  

- 17/03/1982: Lançada a pedra fundamental do “Acampamento Hebrom – Um Lugar de Encontro com Deus”. Esse recanto, de 42.135 m², encontra-se em pleno uso nos dias atuais.  

- 30/05/1982: O coral completa 50 anos. Um trabalho iniciado pelo Rev. Mattathias e tendo, por anos, o casal Ondina de Moraes Kerr e Presb. Warwick Kerr como verdadeiros pilares de sustentação.

- 1984: A Igreja recebe, como doação da Construtora Albuquerque Takaoka, um terreno para construção de templo em Alphaville.

- 02/03/1986: Momento de grande comoção: no culto da manhã, estando para ministrar a Santa Ceia, o saudoso Rev. Denoel Nicodemos Eller é acometido de mal súbito, vindo a falecer seis dias depois, aos 54 anos de idade. 

- 29/05/1994: No culto da manhã, é consagrado o órgão de tubos Moeller Opus 5812, doado pela Saint Paul Episcopal Church, Salem, Virginia, USA. A intermediação dessa doação foi feita pelo Rev. João Wilson Faustini.

- Ano 2000: Ano do centenário; a Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo, com mais de 800 membros, é mãe e ancestral de mais de 57 Igrejas, sob o pastorado do Rev. Carlos Aranha Neto. No Mackenzie, em 12/08, duas datas importantes no presbiterianismo nacional foram comemoradas em culto especial de ação de graças: 141 anos da Igreja Presbiteriana do Brasil e 100 anos da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo.

- 10/12/2001: O Rev. Amílcar Ovídio Borba recebe o título de Pastor Emérito.


Fontes Bibliográficas:
- Boletins da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo.
- Livro Na Esteira dos Passos de Deus, Rev.Odayr Olivetti.
- Livro Mackenzie no Espelho, Prof. Dr. Marcel Mendes.


Igrejas Descendentes da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo

A relação abaixo não está em ordem cronológica, todavia retrata a frutificação do abençoado trabalho da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo em mais de 100 anos!

IGREJAS FILHAS (26):
- Juquiá (1903).
- Brás, a “Italiana” (1903, depois, reabsorvida; novamente Igreja em 1913).

- Atibaia (1903).
- Pinheiros (1906).
- Lapa (1924).
- Esperança, em Perus.
- Cajamar (ex-Lavrinhas).
- Casa Verde.
- Jundiaí.
- Filadélfia (São Caetano do Sul).
- Vila Monte Alegre.
- Santo André.
- Canindé.
- Vila Mariana.
- Vila Pompéia.
- Vila Brasilândia.
- Jardim das Oliveiras.
- Vila Espanhola.
- Peniel (ex-Tremembé).
- Bela Vista.
- Paranapiacaba.
- Vila Bonilha.
- Alphaville.
- Freguesia do Ó.
- Bairro do Limão.
- Jardim Ubirajara.